quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Luíza

Pesquisava um conto no Google. No meio de tanta informação que não era objeto específico da minha procura, encontrei algo que me remeteu à continentalidade de interesses de nós, seres potencialmente raciocionantes: um artigo sobre a análise das fezes na obra de Rubem Fonseca.

O artigo, numa espécie de teoria do eterno retorno, me fez lembrar das palavras de Syd Field sobre a necessidade de se definir um assunto antes de começar a escrever um roteiro. Um assunto bem definido, que possa ser descrito em poucas palavras.

Está aí.

O professor pergunta:

- Sobre o que pretende escrever?
- Sobre as fezes de Rubem Fonseca.

Domada a enxurrada de pensamentos, deixei de lado o que pesquisava para ler o que me foi sugerido pelo buscador. Boa surpresa. Recomendo a leitura do artigo de Vinícius Carvalho Pereira (http://www.letras.ufrj.br/ciencialit/garrafa/garrafa19/viniciuscarvalho_aimagemdas.pdf)

 

Nenhum comentário: