domingo, 25 de julho de 2010

Na fantasia, tudo pode ser como ele deseja. Na lembrança, nada era como tinha sido, mas como ele gostaria que fosse. Se não existissem mágoas, quase nada denunciaria o real imaginado. E, para azedume de seus sentimentos, as mágoas que carregava não eram leves como seus sonhos, nem fugazes como a alegria que escapava de suas mãos, mas densas como os dias ruins.

Um comentário: