sexta-feira, 15 de maio de 2009


Sentiu-a próxima como nunca naquele dia. "Que mulher, por mais atenciosa que seja, se ocuparia com tamanho zelo de lembranças carinhosas a uma amizade tão somente?", palestrava ele em silêncio. Não há moldes, é bem verdade, e podia estar enganado sobre o tipo de sentimentos dela.

Fosse apenas amiga, seria um problema. Já tinha absorvido os encantos daqueles olhos escuros em que não se distinguem as duas circunferências internas. Fosse amante, outros problemas o atormentariam. Havia complicações que tornavam o romance mais inseguro.

Assoprava ele esses pensamentos para o futuro. Preferia esperar.

Nenhum comentário: