domingo, 24 de maio de 2009

Eram palavras que qualquer sopro sem fôlego de brisa leva e alguns risos, que se transformaram em frases expressivas, que se transformaram em algumas confissões de recém-amigos, que se transformaram em diálogos, olhares e sorrisos que vêm de dentro, que se transformaram em desejo de estar perto. E que agora é saudade. Saudade que me faz querer voltar logo, apesar de ainda não ter ido.

Nenhum comentário: